Comissão de Ética decide investigar três ministros citados em delações

Moreira Franco, Kassab e Eliseu Padilha | Foto: Montagem/ Bahia Notícias
A Comissão de Ética Pública da Presidência instaurou nesta quinta-feira (27) procedimentos para apurar a conduta de três ministros do governo Michel Temer, com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato. Os alvos das investigações serão os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da República), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) e Eliseu Padilha (Casa Civil).
Caso alguma irregularidade seja comprovada, a comissão poderá recomendar a exoneração deles ao presidente Michel Temer. Como é apenas um órgão consultivo da Presidência da República, a comissão não tem poder para punir servidores e ministros.No máximo, o colegiado pode recomendar exonerações ao chefe do Executivo federal ou tem a possibilidade de aplicar sanções administrativas, entre as quais a censura ética, espécie de "mancha" no currículo do servidor.
Os outros cinco ministros que aparecem nas delações da Odebrecht e serão alvos de inquérito - Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional, Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores, Blairo Maggi (PP), da Agricultura, Bruno Araújo (PSDB), das Cidades, e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – não serão investigados pela comissão. 
O entendimento do colegiado é de que as condutas irregulares atribuídas a eles estariam vinculadas a mandatos no Congresso ou a disputas eleitorais - circunstâncias fora da competência de atuação do órgão.
Do BN
Comissão de Ética decide investigar três ministros citados em delações Comissão de Ética decide investigar três ministros citados em delações Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on abril 27, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.