Responsive Ad Slot

Jovem relata racismo ao ter turbante retirado à força em formatura em MG

Publicado 25/04/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br


A jovem ativista Dandara Castro usou seu perfil na rede social para relatar o caso de racismo que sofreu durante a formatura de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Minas Gerais.

Um grupo de rapazes retirou seu turbante à força quando ela passou por um deles durante o evento. "Quase no fim da festa, já do lado de fora, um branco puxou meu turbante forte. 

Disse para ele soltar e saí. Quando passei por ele novamente, sozinha, ele puxou pela segunda vez, fiquei tão brava que gritei para ele não tocar no meu turbante. Ele acenou para os amigos virem, quando juntaram em uma rodinha um deles puxou o turbante da minha cabeça e jogou no chão", relatou Dandara. 

A agressão foi além quando ela se abaixou para pegar o adereço do chão e os mesmos rapazes atiraram cerveja nela. "Meus amigos imediatamente chamaram a segurança (todos negros), que logo entenderam que se tratava de racismo e logo foram tirá-los da festa. Um deles teve a cara de pau de falar ao segurança que não me agrediu 'só tirei aquele turbante da cabeça dela'", relembrou. 

As namoradas dos rapazes chegaram a pedir que ela também fosse retirada da festa e, diante da recusa, Dandara contou que ouviu ameaças indiretas quando foi ao banheiro. "Fomos os últimos a sair por medo de fazerem alguma coisa conosco do lado de fora", acrescentou. O relato já foi compartilhado mais de 13,5 mil vezes nas redes sociais.

Do Blog do valente
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas