Responsive Ad Slot

Polícia desarticula mais um desmanche de Iphones em Salvador

Publicado 26/04/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto: Divulgação / SSP - BA
Policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) prederam na noite de terça-feira (25), Wellington dos Santos Damascena e Luciana dos Santos Castro Damascena no bairro do Pau Miúdo, suspeitos de realizar desmanche de celulares do modelo Iphone em Salvador.
O casal receptava parelhos roubados e fazia além do desbloqueio, o desmanche para vendas de peças. Esse é o terceiro caso desarticulado pela polícia em pouco mais de um mês, na capital baiana.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, Wellington e Luciana são casados e donos de uma barraca denominada TonCell, localizada na Rua Marquês de Maricá e que oferecia os serviços de vendas de peças, desbloqueio, entre outros serviços, nas redes sociais.
Com o casal foram apreendidos 50 Iphones, 38 celulares de outras marcas, 24 carcaças de Iphone, 15 displays de diversos modelos de smartphones e um notebook da marca Apple. “Estamos fazendo um grande trabalho de inteligência seguindo o caminho dos celulares que são roubados em transportes coletivos. 
Se existe essa procura pelos criminosos é por que tem demanda de compradores. É a lei da oferta e procura”, explicou o coordenador do Gerrc, Nélis Araújo. 
O delegado alertou ainda que as pessoas procurem sempre os meios legais, no momento em que for adquirir um aparelho celular ou peças, exigindo a nota fiscal. “É a garantia de que o produto adquirido não é proveniente de roubo ou furto.
Outros desmanches irregulares já estão identificados e atuaremos com o objetivo de fechá-los e capturar os responsáveis”, destacou o delegado. Wellington e Luciana foram autuados em flagrante pelo crime de receptação qualificada e seguirão para audiência de custódia. 
Do Metro1
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas