Presidente da Net diz que não vai pagar nada para emissoras de TV

Foto: reprodução/Notícias da TV
Presidente da América Móvil no Brasil, José Félix se manifestou publicamente pela primeira vez sobre a crise com a Record, SBT e RedeTV!, que cortaram seus sinais na TV por assinatura em São Paulo e Brasília e exigem o pagamento de um valor por assinante. "Não vamos pagar", afirmou Félix a um grupo de jornalistas em Brasília.

A América Móvil é dona da Net e da Claro TV, que detêm 9,7 milhões dos 18,6 milhões de assinantes de TV paga no Brasil, ou 52% do mercado.

Segundo relato do jornalista Samuel Possebon, da Teletime News, o executivo justificou que a crise econômica, que afeta o desempenho da TV por assinatura desde 2014, não 
permite assumir novas despesas.

"Não existe a hipótese de onerar o assinante, e o nosso esforço tem que ser de racionalizar os custos ainda mais", afirmou Félix na tarde de terça-feira (25).

A declaração de que não vai pagar nada, a rigor, é mais retórica do que prática. A Net e a Claro vêm negociando com a Simba, empresa formada pelas três redes. Se está negociando, está disposta a pagar alguma coisa, por menor que seja.

No mesmo encontro com jornalistas, Félix apontou uma possível solução: as operadoras aceitariam pagar um valor por assinante, mas Record, SBT e RedeTV! as reembolsaria com a veiculação de anúncios em seus intervalos. No final das contas, as operadoras teriam de volta todo o gasto, e as redes teriam um incremento de receitas.

As negociações entre a Simba e as operadoras continua longe de um acordo. Na primeira proposta, as TVs pediram R$ 15 por assinante, mesmo custo que as empresas de cabo e satélite têm com pacotes premium, como Telecine e HBO.

Numa segunda rodada de negociações, a Simba apontou para uma redução pela metade do valor, mas as operadoras ainda consideram inviável.
O pagamento por assinante em troca de publicidade já começou a ser discutido nas reuniões, porém esbarra no valor que Record, SBT e RedeTV! pedem por seus sinais. As operadoras querem pagar centavos, não reais.

Desde 30 de março, as três redes não estão mais sendo distribuídas pelas pelas grandes operadoras, exceto a Vivo, em São Paulo e Distrito Federal, onde já ocorreu o o apagão analógico. Na Grande São Paulo, cerca de 7 milhões de telespectadores, aqueles que só veem TV aberta por cabo ou satélite, foram afetados.

Com o fim da TV analógica, as redes abertas passaram a ter o direito de cobrar por seus sinais digitais, antes distribuídos gratuitamente pelas operadoras de TV paga. Record, SBT e RedeTV! formaram uma joint venture, a Simba, para terem maior força de negociação.

As emissoras estão sendo fortemente prejudicadas pelo corte do sinal na TV paga. A Record e o SBT caíram 27% e 16% no Ibope, respectivamente. Globo e canais por assinatura subiram 10%. A Band também registrou alta em sua audiência.


Original: Fonte: Notícias da TV / UOL
Presidente da Net diz que não vai pagar nada para emissoras de TV Presidente da Net diz que não vai pagar nada para emissoras de TV Reviewed by Redação on abril 27, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.