Responsive Ad Slot

Alagoinhas: Acusados pela morte de enfermeira ficarão frente a frente

Segundo a delegada, a investigação trabalha ainda com a hipótese de homicídio

Publicado 11/05/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Policiais civis de Alagoinhas, devem colocar, frente à frente, os dois acusados (já presos) pela morte da enfermeira Rosângela Gomes Costa, de 35 anos. No dia 21 de abril, a vítima foi encontrada morta dentro de casa, com marcas de faca, e amarrada a uma cama. O celular que estava com a enfermeira foi tomado no dia do assalto, o que permitiu à polícia encontrar Edvan Alves dos Santos, o Van, o primeiro a ser preso no dia 29 de abril.
De acordo com a coordenadora regional da Polícia Civil, Lélia Maria Raimundi, os agentes chegaram até Lenildo Santos Silva, o Leno, detido nesta terça-feira (9), após depoimento do primeiro acusado. “Através do depoimento do Van e da perícia feita pelo Departamento de Polícia Técnica [DPT], podemos chegar até o Leno”, disse Lélia ao site Bahia Notícias.
Lenildo nega participação no crime. Ainda segundo a delegada, a investigação trabalha ainda com a hipótese de homicídio. A suspeita de que teria havido abuso sexual foi descartada pela perícia do DPT. A partir de agora, os investigadores vão promover uma acareação entre os envolvidos como parte da investigação do crime.
Enquanto Edvan já foi transferido para outra unidade prisional, Lenildo continua na carceragem de Alagoinhas nesta quinta-feira (11), à disposição da Justiça. Um inquérito, aberto no dia do crime, tem ainda mais dez dias para ser encerrado, podendo ser estendido para mais 30 dias.
Redação com BN
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas