Responsive Ad Slot

Figurinista coloca ponto final em caso de assédio de José Mayer em carta aberta

Publicado 05/05/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

TV Globo/ Instagram
Um mês após tornar público o assédio praticado por José Mayer durante as gravações da novela 'A Lei do Amor', a figurinista Su Tonani resolveu dar um ponto final na história e em suas diversas especulações.

A profissional escolheu o mesmo portal que usou para desabafar pela primeira vez sobre o abuso para esclarecer todos os boatos criados acerca do caso. Em uma carta aberta a jovem desmentiu qualquer envolvimento amoroso com o ator.

Su, que recebeu apoio nas redes sociais de grupos feministas e das próprias atrizes da Globo na programação da emissora, ainda revelou que após todo burbuinho do caso voltou a se sentir vítima por conta das especulações feias sobre a sua vida pessoal.

Confira carta na íntegra:

"Não, eu não fui amante de José Mayer.



Declaro que não fiz acordo com nenhuma parte envolvida e muito menos recebi algum dinheiro.



Não fui demitida da Rede Globo. O meu contrato, como o previsto, se encerrou com o final da novela.



Declaro que não retirei queixa contra José Mayer pelo simples fato de que nunca a fiz.



Eu fui vítima de assédio sexual. E agora estou sendo vítima novamente. Das especulações que colocam dúvidas sobre a minha dor. E me fazem revivê-la.



Em 31 março de 2017, depois de oito meses sendo assediada pelo ator José Mayer, depois de ter levado minha denúncia de assédio às instâncias de poder ao meu alcance e não ter encontrado justiça, depois de ver o medo dos colegas de testemunhar o que viram, sentindo que não tinha mais a quem recorrer, decidi. Sem nenhum outro recurso à minha disposição, optei por tornar pública minha denúncia no blog feminista #AgoraÉQueSãoElas. Um espaço que me acolheria.



Mas não pensem que foi uma decisão trivial. Ela foi recheada de medo.



Sabe por que dá tanto medo de delatar um abuso?



Porque nossa cultura machista culpa a mulher, da vítima, pela violência vivenciada. É isso que corre as redes. É o que passa pelo boca a boca. É o que passeia por nossos aplicativos de relacionamento. É o que é impresso nos jornais. A história da mulher sedutora, agora passional e vingativa. Da mulher que mereceu. Da amante rejeitada.



Essa é a história que o mundo machista gosta de contar. E que nos acostumamos a aceitar como versão mais plausível. Saiba: essa prática nos desempodera. Nos revitimiza. E neste momento é como me sinto. Me sinto vítima novamente.



Vítima de quem, agora?"

*Do iBAHIA
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas