Responsive Ad Slot

'Previdência é transferência de renda de pobres para ricos', diz ministro do STF

Barroso defendeu que a idade mínima para a aposentadoria seja 65 anos

Publicado 13/05/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

STF / Divulgação
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, afirmou neste sábado (13) que uma reforma previdenciária é extremamente necessária para o Brasil. A fala aconteceu durante um evento em Londres, na Inglaterra. 

"O setor previdenciário brasileiro é uma imensa transferência de renda dos pobres para os ricos, porque os 30 milhões de pensionistas no INSS custam um pouco mais do que 1 milhão de aposentados no setor público e todo o resto da sociedade financia essa transferência de renda", afirmou Barroso. Ele citou um amigo que se aposentou aos 44 anos e hoje tem mais 80. "Há 40 anos ele vive as custas da sociedade, de um povo pobre, ninguém pode gostar disso", acrescenta. 

Barroso defendeu que a idade mínima para a aposentadoria seja 65 anos, embora não tenha falado especificamente dos termos da reforma proposta pelo governo de Michel Temer - nela, a idade mínima para homens é de 65 e para mulheres 62 anos. 

"Quando vejo um pobre contra a reforma da Previdência me dá uma tristeza enorme, porque ele não sabe que está pagando a aposentadoria de um sistema que é feito para tirar dinheiro dele. Se pobre estiver sustentando rico, o sistema é perverso e injusto, portanto tem que mudar", acredita. 

Barroso falou ainda da necessidade de uma reforma política no país, incluindo a diminuição do custo de uma eleição e restrição ao foro privilegiado para ajudar a combater a corrupção. "O sistema político brasileiro reprime o bem e potencializa o mal", diz. ""Sem mudar o sistema político, toda a energia que gastamos vai se dissipar em nada, pois ficamos num sistema onde o direito penal fica enxugando gelo", acredita.

Do Correio24h
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas