MP investiga 31 prefeitos baianos por nepotismo



Pelos menos 31 prefeitos de municípios baianos são investigados pelo Ministério Público estadual (MP-BA) por nepotismo nos primeiros meses do atual mandato, iniciado em janeiro deste ano, segundo levantamento do Correio. Entre os casos, três já foram levados à Justiça pelo MP após os prefeitos não acatarem as recomendações.

Em Morro do Chapéu, o prefeito Léo Dourado (PR) cumpriu a determinação judicial de exonerar cinco parentes, entre eles a mãe e uma prima.

Em Itabuna, o prefeito Fernando Gomes (DEM) foi acionado por nomear como secretários a esposa, Sandra Neilma (Assistência Social), e um sobrinho, Dinailson Oliveira (Administração). Ainda não há decisão judicial sobre o caso.

O argumento das gestões municipais para as nomeações costuma ser o de que os indicados têm qualificação técnica para os cargos. O processo mais recente do Ministério Público foi contra o prefeito de Biritinga, Antônio Celso Avelino de Queiroz (PDT), que colocou duas filhas e um genro no comando de pastas.

(Bahia.Ba)
MP investiga 31 prefeitos baianos por nepotismo MP investiga 31 prefeitos baianos por nepotismo Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on julho 23, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.