Responsive Ad Slot

Detento do Conjunto Penal de Feira de Santana morre após ser espancado por vários presos

Publicado 22/08/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
O detento do Conjunto Penal de Feira de Santana, Jeferson Pereira Lima, 26 anos, morreu no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), na tarde desta terça-feira (22). Ele foi socorrido para o hospital após ser espancado por vários presos no pavilhão 03, onde estava preso há um ano e sete meses.

Jeferson foi preso no dia 25 de janeiro de 2016 e foi condenado a oito anos de prisão por assalto.

De acordo com o diretor do Conjunto Penal, Capitão Allan Araújo, as causas e circunstâncias do linchamento estão sendo apuradas, mas a informação inicial é de que após um desentendimento no pavilhão todos os detentos se voltaram contra ele ferindo-o gravemente.

O diretor solicitou o levantamento do comportamento de Jeferson e disse que os suspeitos já foram identificados pelos agentes penitenciários. Ele disse também que todas as medidas necessárias serão tomadas.

“Vinte nomes foram identificados, eles serão transferidos para a unidade de segurança máxima onde aguardarão as devidas medidas legais de responsabilização do que foi cometido. Eles serão ouvidos em uma apuração rigorosa, criminal e disciplinar por parte da unidade prisional, porque uma conduta como esta não pode ser aceita em nenhum local, muito menos em uma instituição pública. Eles serão punidos. Já foram encaminhados para o isolamento e saberemos o que motivou o linchamento”, disse o diretor ao Acorda Cidade.

Esta é a segunda morte de detento registrada neste ano após agressões no Conjunto Penal de Feira de Santana

Superpopulação - Atualmente 1.921 detentos estão no Conjunto Penal de Feira de Santana, que possui capacidade para 1.108, ou seja, 814 presos a mais.

Informações do Acorda Cidade

"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas