No Twitter, Dilma lamenta vitória de Temer na Câmara



A ex-presidente Dilma Rousseff lamentou nesta quinta-feira (3), no Twitter, a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer. Dilma também aproveitou a rede social para dizer que o governo sofre influência do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Nesta quarta (2), ao analisarem a denúncia da Procuradoria Geral da República contra Temer, pelo crime de corrupção passiva, os deputados rejeitaram o prosseguimento do processo para o Supremo Tribunal Federal por 263 votos a 227. "Saúdo os deputados e deputadas que estiveram ao lado da legalidade e da justiça e não traíram a democracia e a nação brasileira.

[...] Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular", publicou a ex-presidente no Twitter.  Dilma sofreu o impeachment no ano passado. O processo foi aberto em dezembro de 2015 por Eduardo Cunha, então presidente da Câmara. Na Casa, em abril de 2016, 367 deputados votaram a favor do prosseguimento do processo contra ela para o Senado.

A ex-presidente citou, ainda, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que faz oposição a Temer, para afirmar que o governo do peemedebista é influenciado por Cunha. Renan também tem dito isso.  "Razão tem o senador Renan [Calheiros] em dizer que Eduardo Cunha governa desde a prisão de Curitiba", afirmou Dilma.

(Globo)
No Twitter, Dilma lamenta vitória de Temer na Câmara No Twitter, Dilma lamenta vitória de Temer na Câmara Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on agosto 03, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.