Responsive Ad Slot

Homem é preso em flagrante ao tentar sacar PIS com documento falso

Publicado 21/09/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade
A Polícia Federal prendeu ontem (20), por volta das 15h, um homem que tentou sacar o PIS utilizando um documento de identidade falso, na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) da Rua Tertuliano Carneiro, centro de Feira de Santana. O nome do suspeito não foi divulgado.

De acordo com delegado da Polícia Federal, Josafá Reis, o atendente do caixa, ao analisar o documento, constatou que era falso e acionou o gerente e um guarda, que interceptaram o suspeito em uma sala até a chegada dos policiais.

Na delegacia da PF, o homem confessou a tentativa de saque usando documento falso. “Ele conta que veio de Salvador orientado por um amigo e encontrou uma pessoa no Feiraguay, que forneceu pra ele uma identidade falsa e o orientou que ele se dirigisse à Caixa Econômica para sacar o PIS, em nome de uma terceira pessoa. Ele admitiu que o nome não era dele e faz parte de um esquema, agora ele diz não saber detalhes”, informou.

O delegado Josafá Reis informou que irá investigar se há um grupo especializado por trás do acusado. “Vamos fazer a investigação e ver se há um grupo, pois normalmente há grupos especializados por trás disso, principalmente com relação a crédito consignado e o PIS. Ele disse que foi a primeira vez e nós verificamos que ele não tem passagens pela polícia. Há dentro dessas quadrilhas um revezamento de pessoas para não ficarem visadas”.

Ele acredita que o acusado pode estar visado em Salvador, por isso veio para Feira. “Há um revezamento por áreas e a mancha criminal vai se deslocando e vão alternando as pessoas. Há muito dinheiro em jogo e a tecnologia aumenta, bem como a dificuldade para a polícia. Mas estamos investigando com todo o nosso equipamento. Também temos técnicas de perícia, o setor técnico e científico, e vamos trabalhar em cima de perícias, acompanhamento e investigações”, disse o delegado.

Ainde conforme Josafá Reis, o crime de estelionato é inafiançável, pois ultrapassa os quatro anos de prisão.

Informações do Acorda Cidade.
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas