Responsive Ad Slot

Suspeitos de matar políticos em três estados são presos na Bahia; Um criminoso morreu

Publicado 23/09/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto: Da esq. p/ a dir.: Adagilson, Cleciano e Adomarcos | Divulgação/SSP-BA
Suspeitos de matar o ex-prefeito da cidade baiana de Pedro Alexandre, a 355 km de Salvador, foram presos nesta sexta-feira (22/9), no referido município, onde se escondiam, durante operação integrada entre as polícias militares e civis da Bahia e de Sergipe. Um dos criminosos, identificado como Úilson Gonçalves de Souza, reagiu à abordagem, foi atingido e morreu.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA), os criminosos integravam uma quadrilha responsável por diversos homicídios nos estados da Bahia, Sergipe e Pernambuco. Com eles foram apreendidos um fuzil AR15, uma espingarda calibre 12 e duas pistolas.

Na Bahia o grupo é investigado pela morte do ex-prefeito de Pedro Alexandre, Petrônio Pereira Gomes, e da tentativa de homicídio contra o vice-prefeito Tonho de Zezinho, que teve o carro alvejado por mais de 60 tiros. Ele reconheceu os autores, ainda de acordo com a SSP-BA.

Divulgação/SSP-BA
Em Sergipe são suspeitos dos assassinatos do presidente da câmara do município de Carira, Jailton Martins de Carvalho, conhecido como Jailton do Preá, e do ex-vereador Claudeir dos Santos, conhecido como Pinho de Santa Rosa, morto em março deste ano, na cidade de Poço Redondo. Já em Pernambuco, há suspeita de terem praticado homicídios e tentativas contra outros políticos.

Cleciano Vieira Santos, o  ‘Gordo’, 34 anos, Adomarcos Silva Souza, mais conhecido como ‘Donga’, 37, e Adagilson Nunes de Jesus, 48, foram presos em flagrante por militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste e policiais civis do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Aratu

"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas