Responsive Ad Slot

Adolescente é estuprada durante corrida do Uber; motorista é PM

Publicado 07/11/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto Divulgação 
Um motorista do aplicativo de transporte Uber, que também é policial militar, é procurado por ser suspeito de estuprar e agredir uma adolescente de 17 anos, durante uma corrida no dia 25 de outubro, em Salvador. Até a manhã desta terça-feira (7), o homem, identificado como Agnaldo Alves, ainda não havia sido preso.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu no final da tarde, no bairro de Sussuarana. A jovem saía da casa do namorado e solicitou uma corrida para voltar para casa, no Subúrbio Ferroviário. A vítima contou à polícia que o Agnaldo desviou a rota e parou em uma rua pouco movimentada, onde a estuprou.

Enquanto ela tentava se defender, o homem cortou o braço dela com um estilete. A adolescente foi deixada em uma rua, ainda no bairro da Sussuarana, onde foi socorrida por populares. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O caso está sob investigação da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca). A Polícia Militar informou que a vítima formalizou a denúncia do estupro na Corregedoria da PM e que o caso será apurado na esfera administrativa. O PM foi banido do aplicativo, de acordo com a Uber.

Em nota, a empresa disse que "este tipo de comportamento é absolutamente intolerável". A Uber informou também que está em contato com a família da vítima para oferecer assistência e que se colocou à disposição para colaborar com as autoridades no curso das investigações.

A nota disse também que "acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência contra a mulher".

(G1)
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas