Responsive Ad Slot

Supremo nega liminar para soltura de Picciani e Paulo Melo

Publicado 30/11/2017

/ Por: redacao@noticiasdealagoinhas.com.br

Foto: Carlos Humberto/ SCO/STF
As duas liminares que pediam a soltura imediata dos deputados estaduais Jorge Picciani (PMDB) e Paulo Melo (PMDB) foram negadas pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os dois políticos são, respectivamente, presidente licenciado e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O mesmo pedido dos dois já havia sido negado ainda nesta semana pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O magistrado entendeu, em ambos os casos, que não há urgência que justifique a soltura imediata dos deputados estaduais, presos preventivamente na Operação Cadeia Velha.

A Quinta Turma do STJ ainda deve julgas os habeas corpus dos deputados, motivo pelo qual Toffoli resolveu negar os pedidos de liminar na Corte, por entender que houve, por parte das defesas, “flagrante intenção de suprimir a instância antecedente”.

Metro1
"Siga o Notícias de Alagoinhas no Twitter, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Clique aqui"

© Direitos reservados, Portal Notícias de Alagoinhas