‘Se atacar Guam, Kim enfrentará algo nunca visto’, diz Trump

© Reuters
Em resposta à divulgação de detalhes dos planos de Pyongyang para atacar a ilha deGuam, nesta quinta-feira, o presidente americano, Donald Trump, reforçou as ameaças contra a Coreia do Norte.  Trump disse que talvez a advertência de lançar “fogo e fúria” sobre o país não tenha sido “dura o suficiente” e que se o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ordenar o ataque, terá como resposta algo “nunca visto”.

Trump disse também que a Coreia do Norte “deveria estar muito, muito nervosa. Porque vão lhe acontecer coisas que nunca pensou serem possíveis”. “Melhor a Coreia do Norte ficar esperta ou vai estar em problemas como poucas nações estiveram”, ameaçou.

As declarações foram dadas por Trump ao término de uma reunião de segurança com o vice-presidente, Mike Pence, o assessor de segurança nacional, H.R. McMaster, e o chefe de gabinete, John Kelly, em seu campo de golfe em Nova Jersey, onde passa férias. Quando questionado pelos jornalistas se consideraria a possibilidade de atacar o governo norte-coreano preventivamente, o republicano respondeu que não falaria sobre o assunto, mas criticou as políticas das administrações anteriores por terem sido muito fracas com relação ao país asiático.

“É hora de alguém defender o povo desse país e o povo de outros países. Talvez a advertência não tenha sido suficientemente dura”, disse Trump. “Veremos o que [Kim Jong-un] faz com Guam. Se fizer algo em Guam, [desencadeará] um evento nunca visto antes na Coreia do Norte. Ele verá que não pode sair por aí ameaçando Guam, os Estados Unidos, o Japão e a Coreia do Sul“.

Trump disse ainda, mais uma vez, que a China deveria pressionar Pyongyang a por fim a seu programa de armas nucleares. “Acho que a China pode fazer muito mais” para deter as ambições nucleares da Coreia do Norte.

Ataque a Guam

O regime de Pyongyang detalhou nesta quinta-feira que prepara um plano para disparar em meados de agosto dois mísseis de médio alcance perto das águas territoriais de Guam, ilha americana no Pacífico Ocidental e sede de uma base naval estratégica.

De acordo com exército norte-coreano, a Pyongyang e pretende disparar quatro mísseis de alcance intermediário que passarão sobre o Japão e cairão próximos a Guam.   A ideia é que os mísseis atinjam o mar a uma distância entre 30 e 40 quilômetros da ilha.

O presidente americano garantiu que os Estados Unidos estão preparados para várias eventualidades militares e afirmou que sua linguagem firme não é um “desafio”, mas uma “declaração de fatos”. Devido ao aumento da tensão com a Coreia do Norte, que segundo a inteligência americana pode possuir uma ogiva nuclear para instalar em um míssil intercontinental, Trump anunciou um aumento nos gastos com sistemas antimísseis.

Do VEJA
‘Se atacar Guam, Kim enfrentará algo nunca visto’, diz Trump ‘Se atacar Guam, Kim enfrentará algo nunca visto’, diz Trump Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on agosto 10, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.