Crise pode impedir instalação de fábricas da Ambev e Maratá em Alagoinhas: "Com pé atrás"

Foto: Divulgação
O prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto (DEM), afirmou nesta terça-feira (3) que a crise econômica está impedindo que a cervejaria Ambev, proprietária da Skol, e a Maratá se instalem na cidade. De acordo com ele, as empresas estão com "um pé atrás" por causa do colapso econômico, mas que ainda há esperança que as indústrias sejam equipadas em Alagoinhas. Ainda segundo Joaquim Neto, a Ambev, que também é disputada para instalação em Olindina, cidade do nordeste baiano, teria dito que Alagoinhas tem “preferência”.

“A crise fez com eles ficassem com o pé atrás. Mas ainda estamos na esperança. Eles [Maratá] estão bem animados, estão esperando apenar melhorar o mercado. A Ambev disse que deve ter uma conversa no próximo ano, em 2018”, afirmou o prefeito de Alagoinhas ao site bahia.ba,

Joaquim Neto também disse que, apesar de ser de um grupo oposto, não vê problemas na defesa do vice-governador João Leão (PP) por uma “descentralização” e que Olindina ganhe a disputa e fique com a Ambev e a Maratá, em Alagoinhas.


Crise pode impedir instalação de fábricas da Ambev e Maratá em Alagoinhas: "Com pé atrás" Crise pode impedir instalação de fábricas da Ambev e Maratá em Alagoinhas: "Com pé atrás" Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on outubro 03, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.