DRAMA: Marinha argentina confirma explosão que pode ser de submarino desaparecido

Foto: reprodução vídeo
Num clima de forte expectativa em todo o país, o porta-voz da Marinha argentina informou nesta quinta-feira (23/11) o que tanto se temia: a anomalia hidroacústica detectada pelos Estados Unidos quarta-feira passada, último dia em que o submarino ARA San Juan comunicou-se com uma base naval, foi identificada como “um evento anômalo singular curto, violento, não nuclear e consistente com uma explosão”.

“Segundo os relatórios (em mãos da Marinha) houve uma explosão. “Não sabemos a causa (da explosão)”, disse Enrique Balbi, o porta-voz da Marinha.

Para determinar que não tratou-se de um evento nuclear, o governo argentino fez consultas através de seu embaixador na Áustria, que é membro de uma organização de controle de provas nucleares. A informação sobre a anomalia hidroacústica foi enviada nesta última quarta-feira (22/11) pelos Estados Unidos.

Balbi destacou que os relatórios enviados pelos Estados Unidos e pelo embaixador apontam a mesma região e por isso a Marinha determinou que tratou-se da mesma anomalia, não relacionada a provas nucleares.

“A informação (dada pelo embaixador) coincide com outro indício que tínhamos na quarta-feira. Concretamente, se recebeu uma informação sobre um evento anômalo singular, curto, violento e não nuclear consistente com uma explosão”, explicou o porta-voz.

Os Estados Unidos registraram a anomalia hidroacústica às 10h31 de quarta-feira da semana passada, três horas após a última comunicação do submarino. “Seis unidades estão varrendo a região para localizar o submarino. Continuamos buscando até ter evidência concreta sobre onde está o submarino e nossos 44 tripulantes. Até não ter certezas ou outros indícios continuaremos com o esforço de busca. Não podemos fazer uma afirmação concludente”, concluiu Balbi.

REVOLTA

Alguns familiares saíram da base naval de Mar del Plata furiosos com a Marinha argentina. Em declarações a meios de comunicação, a esposa de um tripulante disse que a Marinha informou às famílias que o submarino estaria a 3 mil metros de profundidade. “São uns mentirosos, desgraçados e perversos. Por que não nos disseram antes! Como não vão saber que tinha ocorrido uma explosão”, declarou Itati Leguizamón, esposa de um tripulante.

Segundo ela, “se ela uma falha leve porque agora falam em explosão? Mentiram para nós”.

Aratu
DRAMA: Marinha argentina confirma explosão que pode ser de submarino desaparecido DRAMA: Marinha argentina confirma explosão que pode ser de submarino desaparecido Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on novembro 23, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.