Carnaval no estado contará com mais de 25 mil policiais; investimentos chegam a R$ 45 mi

Foto: Alberto Maraux / SSP-BA
O Carnaval na Bahia contará com mais de 25 mil policiais e bombeiros militares para fazer o policiamento nos sete dias de festa. Na capital baiana, os agentes atuarão nos circuitos Dodô, Osmar e Batatinha, além dos carnavais nos bairros de Cajazeiras, Periperi, Itapuã, Liberdade, Boca do Rio, Plataforma, Pau da Lima, Nordeste de Amaralina e Piatã, com o Palco do Rock 2018. Os investimentos em pessoal, tecnologia e equipamentos somam R$ 45 milhões.

A novidade deste ano é a utilização de um body worn, tipo de câmera acoplada à farda dos policiais. Os cães farejadores do Batalhão de Choque atuarão nos 42 portais de acessos oficiais, revistando mochilas, bolsas e outros materiais. A parte de policiamento por meio de videomonitoramento contará com 236 câmeras espalhadas pelos circuitos da festa, com transmissão de imagens em tempo real para o Centro de Operações e Inteligência 2 de Julho.

A Polícia Militar estará presente em 185 postos elevados de observação, 42 portais de segurança, 31 postos de comando, oito bases especiais e 14 postos integrados, realizando radiopatrulhamento, patrulhamento a pé, serviço aéreo de urgência, policiamento turístico e montado, gerenciamento de crises e desastres, operações especiais de alto risco e ações de controle de tumulto e distúrbios públicos.

O policiamento especializado será representado pelos batalhões de Polícia Choque (BPChq), Operações Policiais Especiais (Bope), Especializado em Policiamento Turístico (Beptur), Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) e de Polícia Rodoviária (BPRv). As demais especializadas são Grupamento Aéreo, esquadrões Águia e de Polícia Montada; operações Gêmeos, Apolo e Ronda Maria da Penha; companhias independentes de policiamento e Ambiental.

Na Polícia Civil são 2,5 mil delegados, escrivães e investigadores em atuação no Carnaval 2018, além de 500 digitadores auxiliando no registro de ocorrências. Os policiais estarão distribuídos em 14 postos policiais integrados, sete centrais de flagrantes, quatro postos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), quatro da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI) e em três delegacias especiais de área, além de um posto central.

Haverá reforço nas delegacias territoriais dos Barris, Liberdade, Periperi, Rio Vermelho, Boca do Rio, Pau da Lima, Itapuã, Cajazeiras, Barra, Nordeste, Plataforma e nas unidades aeroporto e rodoviária; e nos hospitais Geral do Estado, do Subúrbio, Roberto Santos e Ernesto Simões. Na região metropolitana haverá acréscimo de profissionais nas DTs de Madre de Deus, Itaparica, Simões Filho, Lauro de Freitas, Vera Cruz, Vilas do Abrantes, Portão, Salinas da Margarida e Praia do Forte.

Profissionais dos departamentos de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) estarão infiltrados circulando entre os foliões para capturar possíveis flagrantes de tráfico de entorpecentes e roubos ou furtos. A Coordenação de Operações Especiais (COE) estará em plantão para situações de alto risco. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter) deverão aproveitar a ocasião para procurar foragidos que estejam inseridos nas festas.

Perdas e furtos poderão ser registradas na Delegacia Digital. O Corpo de Bombeiros Militar empregará 1,7 mil servidores nas ações de prevenção e combate a incêndios, busca e salvamento (em mar e terra), atendimentos pré-hospitalares e vistorias técnicas. Serão nove Postos de Comando dos Bombeiros Militares, dos quais um Posto de Comando do Grupamento Marítimo, no circuito Batatinha (um), Osmar (três) e Dodô (cinco).

Vinte e duas viaturas estarão disponíveis: cinco de combate a incêndio, quatro de busca e salvamento, quatro de resgate aquático, quatro de atendimento pré-hospitalar e cinco veículos de vistorias. Quanto ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) serão 345 profissionais, entre peritos médicos, criminais e odontos legais; técnicos e corpo administrativo.

Serão três postos integrados (Laboratório Central de Polícia Técnica), Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues e Identificação pedro Melo), dois postos avançados do Laboratório Central (LCPT), três unidades de perícia móvel e três equipes de pronta resposta. Estarão disponíveis nos circuitos exames de constatação de drogas com utilização o infravermelho portátil Raman; exames de lesão corporal e identificação civil. Os laudos periciais poderão ser entregues em tempo real. Na sede do DTP, nos Barris, os serviços estarão funcionando normalmente.

Do BN
Carnaval no estado contará com mais de 25 mil policiais; investimentos chegam a R$ 45 mi Carnaval no estado contará com mais de 25 mil policiais; investimentos chegam a R$ 45 mi Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on fevereiro 06, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.