Mentor do estupro coletivo de quatro meninas no Piauí é condenado a 100 anos de prisão

Foto: Fernando Brito / G1 PI
Julgado por chefiar e participar do estupro coletivo de quatro meninas, no Piauí, em 2015, Adão José de Souza foi condenado a 100 anos e oito meses de prisão. A decisão foi proferida nesta quarta-feira (28), no fórum da cidade de Castelo do Piauí, onde o crime aconteceu, segundo informações de O Globo. O Ministério Público o denunciou pelos crimes de porte ilegal de arma, estupro qualificado, homicídio qualificado, tentativa de homicídio, corrupção de menores e associação criminosa.

O caso em questão ocorreu no dia 28 de maio daquele ano, quando Adão, que hoje tem 43 anos, usou uma arma para abordar as quatro jovens, com idades entre 15 e 17 anos, no Morro do Garrote, zona rural da cidade. De acordo com a publicação, elas estavam no local para tirar fotos. O homem, então, as forçou a ter relação sexual com ele e depois levou as garotas até quatro adolescentes que prosseguiram com os abusos e agressões.

Um dos jovens envolvidos, Gleisom Vieira da Silva relatou que após estuprarem as meninas, eles as apedrejaram e empurraram de uma altura de cerca de sete metros. Todas ficaram internadas com rostos e partes dos corpos dilacerados. Uma das jovens, Daniely Rodrigues, de 17 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Detido no Centro Educacional Masculino, Gleisom foi assassinado dentro da cela pelos outros três menores envolvidos no crime.

Do BN
Mentor do estupro coletivo de quatro meninas no Piauí é condenado a 100 anos de prisão Mentor do estupro coletivo de quatro meninas no Piauí é condenado a 100 anos de prisão Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on fevereiro 28, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.