Corpo da menina Emanuelly é exumado para exames complementares

© DR
O corpo de Emanuelly Agatha da Silva, que morreu após ser agredida pelo pais em Itapetininga (SP), foi exumado na tarde desta quinta-feira (15), em Itapetininga (SP).

De acordo com informações do G1, o procedimento ocorreu porque o Ministério Público pediu exames e laudos complementares, que serão acrescentados ao processo.

Um exame preliminar apontou que a criança foi agredida diversas vezes pelos pais durante quase um mês, até morrer no último dia 2. Segundo o documento, a causa da morte da menina foi traumatismo craniano e hemorragia cerebral.

O corpo foi retirado do Cemitério São João Batista sob supervisão de um médico legista e de agentes da perícia técnica da Polícia Civil. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passará por outro exame necroscópico.

Os pais de Emanuelly, Phelipe Douglas Alves, de 25 anos, e Débora Rolim da Silva, 24, tiveram a prisão decretada no dia seguinte ao crime e permanecem na penitenciária de Tremembé (SP), em celas isoladas. O casal deve ser indiciado por homicídio qualificado e tortura, segundo o promotor de Justiça Carlos Zanini, responsável pelo caso.

Do N ao Minuto
Corpo da menina Emanuelly é exumado para exames complementares Corpo da menina Emanuelly é exumado para exames complementares Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on março 15, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.