'Não matei. Levei para matar', diz Macarrão sobre Eliza Samudio

Foto:  Reprodução / TV Globo
Luiz Henrique Ferreira Romão, de 32 anos, envolvido no desaparecimento e assassinato da modelo Eliza Samudio, foi condenado a 15 anos de prisão pela participação no crime. No entanto, ao ser questionado se era preso por ter matado alguém, Macarrão afirmou: “Não. Eu levei para matar”.

Eliza teve um relacionamento com o ex-goleiro Bruno Fernandes, com quem teve um filho. Macarrão recebeu a revista Época para conversar em uma conversa na Igreja do Evangelho Quadrangular, em Pará de Minas (MG). Ele passou seis anos no presídio de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde ocupava uma cela individual.

Até que, em junho de 2016, foi transferido para a penitenciária Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas. Macarrão recebeu o benefício de trabalhar durante o dia e voltar à prisão para dormir em uma cela com outros 17 detentos. Em 2 de março, conseguiu o direito ao regime aberto por bom comportamento. “Não sou aquele monstro.

Meu nome não é Macarrão. Eu sou Luiz Henrique. Sempre fui moleque bom, trabalhador”, afirmou em entrevista à Época. Ao ser transferido, Macarrão e a família começaram a frequentar a Igreja do Evangelho Quadrangular, onde conseguiu uma vaga para trabalhar como zelador. . “Eu errei muito.

Não fui santo, não sou vítima. Tenho de ser grato pelas oportunidades que me dão", afirma. Alguns fiéis da igreja onde Romão varre, passa pano, lava banheiros, pinta paredes e faz pequenos reparos, abandonaram o local, por não concordarem com a presença de um detento.

(Notícias ao Minuto)
'Não matei. Levei para matar', diz Macarrão sobre Eliza Samudio 'Não matei. Levei para matar', diz Macarrão sobre Eliza Samudio Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on abril 24, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.