Suspeito preso por liderar BDM estava com casamento marcado para maio

Foto Divulgação 
Já estava quase tudo pronto. Convites, lista de casamento e a cerimônia marcada para o próximo dia 5 de maio. Mas ainda não vai ser dessa vez que Cleber Santos da Silva, o Kel, vai vivenciar o “Felizes para sempre” com sua amada Renata. O cara é apontado pela Polícia Civil como um dos líderes da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM) e foi preso por força de um mandado de prisão durante a Operação Cangalha na última quarta-feira, 25, em um condomínio de luxo no bairro do Morumbi, na cidade de São Paulo.

Em outro apartamento no mesmo condomínio, os policiais do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e da Superintendência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) prenderam outro líder do grupo. Edson Silva de Santana, conhecido por Jegue, também foi detido em cumprimento a um mandado de prisão.

“Cleber e Edson, sem sombra de dúvidas, são nosso principais alvos. Eles são lideranças de um grupo criminoso que atua em diversas cidades da Bahia e levanta a mesma bandeira do Bonde do Maluco”, afirmou a delegada do Draco Andrea Ribeiro, responsável pelas investigações e pela operação. “O BDM é uma organização ampla que atua tanto com tráfico de drogas, quanto com roubo a instituições financeiras”, completou a delegada.

Segundo ela, integrantes do grupo de Cleber e Edson são investigados também por envolvimento em roubos a instituições financeiras.

Ostentação

Tanto Cleber, quanto Edson estavam foragidos do sistema prisional desde 2012 e residiam na cidade de São Paulo com identidades falsas. Mas sempre vinham para a Bahia acompanhar as atividades do grupo de perto. Na capital paulista, eles levavam uma vida de luxo e ostentação. Em depoimento à polícia, Cleber confessou ter pago R$ 5 mil em diversos documentos em nome de Tiago Santos Alves. Inclusive, o convite de casamento está em nome de Renata e Tiago. Já Edson usava a identidade de Ednei dos Santos Pedroso.

“Eles têm ligação com [criminosos de] outros estados e acabam fazendo a capitação e distribuição de drogas e armas”, explicou a delegada Andrea Ribeiro.

A quadrilha atua nas cidades de Salvador, sobretudo no bairro do Arenoso, Simões Filho, São Sebastião do Passé, Cruz das Almas e Ubaíra. “A gente acredita que a movimentação financeira desse grupo chega à casa dos milhões”, afirmou a delegada.

Outras prisões

Ao todo, nove pessoas foram presas nos estados da Bahia, São Paulo e Sergipe durante a primeira etapa da Operação Cangalha, cujas investigações foram desenvolvidas durante mais de um ano. Além disso, quatro mandados de prisão foram cumpridos pelos policiais contra indivíduos que já se encontravam no sistema prisional. Entre eles, Venicio Bacellar, o Fofão, preso em outubro do ano passado durante a Operação Balão Mágico, também deflagrada pelo Draco.

Venicio é apontado pela polícia como líder de outra quadrilha ligada ao BDM. Os outros mandados cumpridos no sistema prisional foram contra integrantes do grupo liderado por ele, segundo a polícia. “Eles [Cleber, Edson e Venicio] são parceiros e comungam da mesma ideologia do BDM. Mas não existem uma interdependência. Eles se ajudam mutuamente”, explicou a delegada Andrea Ribeiro.

Uma submetralhadora e uma pistola, ambas de calibre 9mm, documentos falsos, quatro veículos (BMW, Elantra, HB20 e um Vitara), celulares, munições e uma certa quantia em dinheiro foram apreendidos com a quadrilha de Cleber e Edson.

Atarde
Suspeito preso por liderar BDM estava com casamento marcado para maio Suspeito preso por liderar BDM estava com casamento marcado para maio Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on abril 27, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.