“A CULPA É SUA”: Soteropolitana grava versão feminina de “Como a culpa é minha”;

Foto: Reprodução/facebook
“Baby, alô”… Se você leu no ritmo da música, com certeza está por dentro do mundo da música. A faixa do cantor Devinho Novaes, “Como a culpa é minha (Oi, nego)”, tem feito o maior sucesso nas rádios e redes sociais, e a letra está na boca do povo. A música fala sobre um rapaz que descobre que está sendo traído pela namorada e pelo melhor amigo. Com o sucesso, vários cantores começaram a fazer suas versões da faixa, e foi o caso da soteropolitana Sandrinha Santana.

Chamada de “O fenômeno da Sofrência”, Sandrinha ficou conhecida por compor a faixa “Mande um Sinal”, gravada pelo cantor Silvano Salles. A artista fez sua própria versão de “Como a culpa é minha”, e a intitulou de “A Culpa é Sua”. Nessa, a canção relata a traição do marido de uma mulher com a melhor amiga dela. O refrão mudou de “Baby, alô” para “Deyse, Alô”. Em contato com o Aratu Online, Sandrinha Santana contou como foi reescrever a música.

“No arrocha, os homens estão sempre dominando, e eles sempre falando que a mulher que traiu e tal, então eu quis fazer uma coisa diferente, por isso a música fala que eu fui traída por ele e por minha melhor amiga”, disse. O vídeo com a versão feminina da música foi compartilhado no facebook, na página de Sandrinha, e, até o momento, já possui mais de 10 mil visualizações. “A galera começou a compartilhar e a cantar, e ‘tá‘ uma agonia da ‘zorra‘ no meu facebook”, brincou.

Com pouco mais de dois anos de carreira, Sandrinha revelou que a repercussão do vídeo está sendo positiva. Na publicação, há vários comentários elogiando a versão da cantora. “Eu fiquei mais conhecida porquê Silvano Salles gravou uma música minha, aí, hoje, tudo que eu posto no meu facebook a galera abraça, e essa música foi a que mais teve visualizações”. Agora, a cantora aguarda que a canção chegue até Devinho Novaes. Já imaginou essa parceria? Veja abaixo o vídeo de “A culpa é Sua” na íntegra:



Versão de “Como a culpa é minha” (Oi Nego)
Oi Miga/A culpa é sua!/Deyse Alô
Pensando bem você
Não me merece
Destruiu a nossa história com outro alguém
‘Pois’ pode ficar com essa otária
Já estava desconfiada que você me traía com minha amiga

E agora vou ligar pra ela
Dar uma notícia que ela não espera
Você ‘tá’ livre pra voar sozinho
Pode esquecer que eu existo…
Deyse, Alô!
– Oi Miga
Eu não tô bem contigo
– Como assim?
Só liguei pra te avisar, sei que andou se divertindo!
– Divertindo?
Com meu marido!
-Eu nunca peguei seu marido!
Cala a boca pois estão aqui
As fotos que a Vivi enviou pra mim
Você de lingerie

Eu nunca imaginei
Nem acreditei
Mas hoje eu me liguei que você é falsa ha ha ha..

A culpa, culpa é sua
Aguenta ele agora

Do Aratu
“A CULPA É SUA”: Soteropolitana grava versão feminina de “Como a culpa é minha”; “A CULPA É SUA”: Soteropolitana grava versão feminina de “Como a culpa é minha”; Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on maio 07, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.