Funcionários da TV Aratu reclamam: “Somos obrigados a ir de metrô e gastar com passagem para cobertura do Arraiá do Galinho”.

Foto Divulgação 
O Arraiá do Galinho, promovido pela TV Aratu, emissora baiana afiliada ao SBT, tem números grandiosos, como anuncia a sua produção, envolvendo cerca de 1600 profissionais, 50 toneladas de equipamentos, diversas atrações musicais e anunciantes de peso, desde entidades públicas até grandes empresas particulares.

Mas o evento marcado para o Parque de Exposições no próximo fim de semana(8 e 9 de junho), começa com a insatisfação de um grupo de funcionários, pelo que chamam de “falta de estrutura para o trabalho”. A empresa contesta. O #AgoraNaBahia foi procurado por jornalistas e alguns assistentes escalados para fazer parte da equipe de cobertura do que é considerado o maior festival junino da Bahia.

Eles reafirmaram, através de e-mail, denúncia de que nem mesmo transporte da empresa vai ser oferecido para o deslocamento entre a emissora e o Parque de Exposições nos dias de cobertura do Arraiá do Galinho. “Eles, os chefes, para economizar no fim do ano e ganhar os bônus da diretoria estão atochando os funcionários e não dando o transporte da gente. Querem que a gente vá trabalhar e ainda pague o transporte.

A festa acaba cinco da manhã e teremos que voltar de metrô pra casa depois de mais de dez horas de trabalho, pois a gente pega cedo lá. Tem colegas que vão chegar quatro ou cinco da tarde e só sairão cinco da manhã”, diz parte da reclamação. O #AnB questionou se houve alguma tentativa de mudar essa determinação sobre transporte, mas um dos membros do grupo afirmou que “é perigoso reclamar e ser demitido”.

E completou afirmando que nem mesmo o dinheiro do transporte vai ser pago pela emissora. “São pais e mães de família que ganham pouco têm que tirar da diária que já é abaixo do valor de mercado para grandes eventos para pagar a passagem de ida e volta”, diz. “Isso é um absurdo e uma falta de respeito e dignidade com seus funcionários. um evento cheio de patrocinadores”, diz o grupo.

“Câmeras, produtores, apresentadores, repórteres, maquiadores, assistentes, todo mundo vai com o dinheiro da diária, ou seja, paga para trabalhar”, completa.O #AgoraNaBahia  conversou com Matheus Carvalho, gerente de jornalismo da emissora, que contestou todas as informações e até fez um desafio: “Se você for ao evento e encontrar um único funcionário do jornalismo dizendo que chegou ao Parque de Exposições sem ter recebido algum apoio da empresa, esteja a vontade para fazer qualquer tipo de denúncia”.

Matheus explicou em detalhes todos os acertos feitos com o grupo de 17 pessoas ligadas ao jornalismo e que estarão fazendo a cobertura do evento para as transmissões ao vivo da TV Aratu, revelando, inclusive, valores das diárias pagas, bem como, quanto cada um vai receber à parte para a alimentação. Esses valores [o #AnB prefere evitar a divulgação], de acordo com o gerente, vão ser pagos para o trabalho na sexta(8) e sábado(9).

Sobre o transporte, ele deu detalhes do que foi acertado em reunião com todos os envolvidos na cobertura: “A Van que transporta o pessoal é motivo de discórdia dentro do grupo, pois o ponto de partida e chegada é a TV e muita gente que mora distante acaba reclamando”, explica Matheus. Ele diz que houve incentivo ao transporte solidário e a empresa está ajudando a pagar o combustível de quem tiver carro próprio. “Há grupos já formados e todos terão estacionamento interno garantido e de graça”, disse.  “Ninguém foi orientado a pegar metrô”, concluiu.

O Arraiá

De acordo com a nota divulgada pela TV Aratu para a promoção do evento, o Arraiá do Galinho conta este ano com o patrocínio de marcas poderosas como Bahiatursa e SETUR, Governo da Bahia, Skol, Wallmart, Uninter, Maggi, Salvador Norte Shopping, Minhoto, Club Social, Le Biscuit, TIM e Prefeitura Municipal de Salvador. A emissora propaga que o maior festival junino da Bahia reúne grandes atrações, megaestrutura, palco grandioso e alto padrão de organização.

Além da programação de shows “inesquecíveis”, o Arraiá do Galinho terá espaços variados para o público ter a sensação de estar vivendo um verdadeiro São João, com direito a concurso de quadrilhas, roda gigante, vila junina, para quem não abre mão do clima de interior, com shows de forró pé de serra no Palco Coreto, barraquinhas de comidas típicas e jogos de quermesse, roda gigante e muito mais.

A assessoria de comunicação contratada para a promoção do Arraiá do Galinho informou que a megaestrutura é um show à parte e foi construída em uma área de 5.000 m², e para receber o grande público são mais 19.520 m² de área livre a ser usada. O palco gigantesco ocupa 520m² e 20 metros de altura, foi idealizado com a temática das festas juninas, com bandeirolas digitalmente animadas através de projeção mapeada.

Mais de 50 toneladas de equipamento de última geração de som, iluminação e estruturas tubulares vão abrilhantar mais de 14 horas de música por dia, divididas nas 17 atrações que compõem a grade do evento.

Voz da Bahia
Funcionários da TV Aratu reclamam: “Somos obrigados a ir de metrô e gastar com passagem para cobertura do Arraiá do Galinho”. Funcionários da TV Aratu reclamam: “Somos obrigados a ir de metrô e gastar com passagem para cobertura do Arraiá do Galinho”. Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on junho 07, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.