Militante negro Moa do Katendê é morto após criticar Bolsonaro

Foto: Reprodução
O militante da cultura negra e mestre de capoeira, Romualdo Rosário da Costa, o Moa do Katendê como era conhecido, morreu após uma discussão que terminou em briga na região do Dique do Tororó. O suposto motivo do desentendimento seria uma divergência política.

Moa do Ketendê tinha 63 anos e foi esfaqueado na madrugada desta segunda-feira (8). Nas redes sociais amigos lamentaram a morte do mestre de capoeira e atribuíram a autoria do homicídio a um simpatizante do candidato Jair Bolsonaro (PSL).

 "Com muito pesar informo que assassinaram o Mestre Moa Do Katendê ontem a noite no Dique, no bar do João, Salvador, por causa de política, em eleitor do fascista ‘coiso’ esfaqueou ele", disse um internauta em uma rede social.

A polícia ainda não tem pistas do suspeito e da autoria do crime.

R da Bahia
Militante negro Moa do Katendê é morto após criticar Bolsonaro Militante negro Moa do Katendê é morto após criticar Bolsonaro Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on outubro 08, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.