Mulher é condenada a indenizar família por causa de comunidade no Orkut

Foto Divulgação 
Uma mulher foi condenada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a pagar R$ 3 mil à família de um homem com deficiência mental no interior de Minas Gerais. O processo foi iniciado em 2008. A ré era proprietária de uma comunidade intitulada “Eu já corri do Geraldim”, na extinta rede social.

O próprio “Geraldim”, como era conhecido, foi o autor do processo, mas durante o período de tramitação ele veio a falecer. O irmão da vítima assumiu a causa e deu seguimento ao processo. Na descrição da comunidade estava escrito: “feita para todos aqueles que conhecem, ouviram falar ou até mesmo correu dele”.

Durante o processo, a ré chegou a alegar que que agiu de forma imatura, mas a justiça entendeu que a suposta brincadeira causou danos morais à vítima e família. A defesa tentou transferir a responsabilidade ainda para o Google, mas esbarrou no Marco Civil da Internet. O Orkut encerrou as atividades em mas ainda há processos judiciais ligados à rede social na justiça.

Do VN
Mulher é condenada a indenizar família por causa de comunidade no Orkut Mulher é condenada a indenizar família por causa de comunidade no Orkut Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on novembro 09, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.