Pezão operou esquema de corrupção próprio, diz MPF; ele recebeu mais de R$ 40 milhões entre 2007 e 2015

Foto: (Mauro Pimentel/AFP)
De acordo com informações do Ministério Público Federal, o governador do Rio de Janeiro, Pezão, preso na manhã desta quarta-feira (29), opera esquema de corrupção próprio, com seus próprios operadores financeiros. Há provas documentais do pagamento em espécie a Pezão de quase R$ 40 milhões, em valores de hoje, entre 2007 e 2015.
Na avaliação da força-tarefa da Lava Jato, solto, o governador poderia dificultar ainda mais a recuperação dos valores, além de dissipar o patrimônio adquirido em decorrência da prática criminosa. Segundo o MPF, o esquema de corrupção ainda estava ativo.
A procuradora Raquel Dodge afirmou que ficou “demonstrado ainda que, apesar de ter sido homem de confiança de Sérgio Cabral e assumido papel fundamental naquela organização criminosa, inclusive sucedendo-o na sua liderança, Luiz Fernando Pezão operou esquema de corrupção próprio, com seus próprios operadores financeiros”. As conclusões se sustentam em informações decorrentes de uma colaboração premiada homologada no Supremo Tribunal Federal e documentos apreendidos na residência de um dos investigados na Operação Calicute.
A partir daí foram realizadas diligências que permitiram aos investigadores complementarem as provas. Foram analisadas provas documentais como dados bancários, telefônicos e fiscais.
Do R da Bahia
Pezão operou esquema de corrupção próprio, diz MPF; ele recebeu mais de R$ 40 milhões entre 2007 e 2015 Pezão operou esquema de corrupção próprio, diz MPF; ele recebeu mais de R$ 40 milhões entre 2007 e 2015 Reviewed by Portal NA on novembro 29, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.