Suspeito de matar a ex-mulher em Salvador tinha dito à vítima que ia comprar arma para cometer crime, diz cunhado

 Foto: Reprodução/TV Bahia
O cunhado da mulher de 41 anos que foi morta pelo ex-marido, em Salvador, na quarta-feira (16), disse que o suspeito tinha dito à vítima, em dezembro do ano passado, que compraria uma arma para cometer o crime.

Serviços de apoio jurídico e psicológicos gratuitos auxiliam mulheres vítimas de violência; lista "No Natal mesmo ele disse que iria dar um presente a ela. O presente é que ele iria comprar uma arma para matar ela e quem tivesse perto dela", disse Luís Ferreira.

Selma Santos Silva foi assassinada com quatro tiros onde trabalhava vendendo acarajé. O ex-marido, identificado como Sérgio Santos Reis, 49 anos, se matou após cometer o crime.

A vítima foi enterrada na quinta-feira (17), no cemitério Bosque da Paz. Os familiares disseram que Selma, que estava separada de Sérgio há cerca de 6 meses, sofria ameaças constantes do ex-companheiro. Sérgio não aceitava o fim do relacionamento. "Ela mandou ele ir embora, mas ele ameaçou ela", contou o cunhado da vítima.

Ainda conforme a família, Selma já tinha ido a uma delegacia quatro vezes prestar queixa contra o homem, mas nada foi feito. "Ela já sofria ameaça há tempo. Ela chegou pra mim e conversou 'eu tenho medo de separar dele e ele me matar", afirmou Luís Ferreira.

A Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deam), em Brotas, informou que Selma registrou, na unidade policial, um boletim de ocorrência de injúria contra o ex-marido, e não de ameaça ou violência doméstica. A reportagem não conseguiu contato com a Deam de Periperi para saber se havia registro da vítima no local.

Caso

O crime contra Selma foi o primeiro caso de femincídio registrado em Salvador em 2019. Conforme a polícia, a vítima vendia acarajé com a mãe, na Rua Nossa Senhora do Carmo, no bairro Sete de Abril, quando eo ex-marido chegou, os dois discutiram, e Sérgio atirou na vítima. Em seguida, o suspeito se matou.

Uma guarnição da Polícia Militar que fazia ronda pela região foi até o local e ajudou nos primeiros socorros. selma chegou a ser levada para o Hospital Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos.

"A população informou que tinha um homem caído, bem como uma mulher. Nós nos dirigimos e percebemos que a mulher ainda estava falando, estava sóbria. Nós percebemos que ela tinha tomado um tiro na região da coxa esquerda e estava sangrando muito. E aí, de imediato, eu pedi apoio para uma outra viatura para fazer a condução, o socorro da mesma ao hospital mais próximo. E aí nós não conseguimos muito detalhe da vítima", disse um major da PM que atendeu a ocorrência, mas preferiu não se identificar.

A Polícia Civil ainda não tem os dados de casos de feminicídio ocorridos em toda a Bahia neste mês. No entanto, já contabilizou 508 casos de agressão contra a mulher, só na capital baiana, este ano.

Durante todo o ano passado, foram registrados 8 casos de feminicídio em Salvador, e 70 em todo o estado. Em 2017, foram 66 na Bahia toda.

Do G1
Suspeito de matar a ex-mulher em Salvador tinha dito à vítima que ia comprar arma para cometer crime, diz cunhado Suspeito de matar a ex-mulher em Salvador tinha dito à vítima que ia comprar arma para cometer crime, diz cunhado Reviewed by Portal Notícias de Alagoinhas on janeiro 18, 2019 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.