Foto: Reprodução
Dois anos depois de sumirem, as duas crianças que desapareceram após os pais serem achados mortos na cidade de Pedrão, a cerca de 130 quilômetros de Salvador, ainda não foram encontradas.

Mesmo após familiares oferecerem recompesa, ninguém sabe do paradeiro de Sofia Lima, que tinha de 1 ano e 4 meses quando desapareceu, e Luna Moreira, na época, com 5 anos.

O Ministério Público Estadual (MP-BA), solicitou na segunda-feira (10),  que a Polícia Civil realize novas diligências sobre o caso. Não há detalhes sobre os documentos obtidos pelo órgão estadual.

Juliana e Robinson, pais das crianças desaparecidas, e um homem identificado como Danilo Luis Araújo Souza, foram achados mortos na zona rural de Pedrão no final de abril de 2017.

Danilo e Juliana foram encontrados com marcas de tiros dentro de um carro que havia sido alugado no dia anterior na cidade deSanto Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano.

Com informações do Jornal Correio e do G1.