Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro e 21 parlamentares do PSL pediram acesso às contas do partido, no últimos cinco anos, incluindo os dados parciais de 2019. A informação é da TV Globo.

Entre os parlamentares que solicitaram a auditoria, estão o senador Flávio Bolsonaro e o deputado Eduardo Bolsonaro, filhos do presidente.

Caso encontrem alguma irregularidade nas contas do partido, os parlamentares podem acionar o TSE e utilizar a irregularidade como justa causa para se desfiliarem sem ferir a lei da fidelidade partidária.