Foto: Reprodução
Uma prisão inusitada chamou atenção da Polícia Civil do Espírito Santo, que cumpriu um mandado contra um homem, de 39 anos, que vive há 5 em cima de uma cama, após ficar tetraplégico. Ele é acusado de comandar bocas de fumo no estado e chefiar o tráfico de drogas, mesmo sem o movimento do corpo.

“Mesmo com a limitação e o fato de estar preso constantemente em cima de uma cama, ele controlava todo o tráfico”, afirmou o delegado Fabrício Lucindo, na última semana. O suspeito tinha a ajuda da tecnologia para controlar o crime organizado.

Apelidado de “Siri”, em alusão à inteligência artificial da Apple, o homem morava em um local cercado por câmeras de segurança e muros altos para vigiar a região. Segundo a polícia, ele usava as redes sociais para fazer a contabilidade e contatar os traficantes. Informação do BNews

A polícia do Espírito Santo afirmou que o suspeito é um dos maiores mentores intelectuais do tráfico na região, já que fornece drogas, organiza movimentação dos entorpecentes e traficantes na Grande Vitória, a capital do estado, e chega a fazer ponte entre advogados e traficantes presos para a confecção de habeas corpus.