Foto: Google Maps
Um juiz de direito do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) foi detido na manhã deste sábado (23/11), em desdobramento da Operação Faroeste, da Polícia Federal (PF), deflagrada no último dia 19. Segundo a PF, um mandado de prisão temporária foi expedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na última terça (19), o presidente do TJ-BA, desembargador Gesivaldo Britto, foi afastado do cargo, durante a operação. De acordo com a PF, a suspeita é que ele estaria envolvido em um possível esquema criminoso para venda de decisões judiciais.

A candidata à presidência do órgão, Maria da Graça, também foi afastada, a e eleição foi suspensa. Pelo menos 40 pessoas do TJ-BA são alvos da PF.

Do Aratu On