Foto: Reprodução
O jornalista Ullisses Campbell no livro "Suzane - Crime e Punição", que retrata um dos crimes brasileiros de maior repercussão de todos os tempos, o assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, está incomodando os envolvidos no episódio.

No exemplar, ele revela um romance homoafetivo que Cristian Cravinhos, 43, teria vivido na prisão, conforme noticia a revista Época. Em 2006, Cristian foi condenado a 38 anos e seis meses de prisão pela participação na morte dos pais de Suzane, e em 2013 foi para regime semiaberto.

A publicação do livro está incomodando os envolvidos no episódio. A obra está com lançamento previsto para o início de 2020, pela Editora Contexto. Ainda este mês, o Tribunal de Justiça de São Paulo indeferiu um pedido de liminar de Suzane Von Richthofen, que buscava impedir a publicação do livro baseado em sua vida. A defesa da detenta recorre da decisão.

"Suzane - Crime e Punição" conta a história da detenta a partir do momento em que conheceu Daniel Cravinhos, ex-namorado dela e irmão de Cristian. Campbell ouviu 136 pessoas em três anos para escrever a obra.

O crime também chegará aos cinemas em 2020. Dois filmes que relembram o caso estão previstos para o primeiro semestre. O ator Allan Souza Lima, 33, ator de "Órfãos da Terra" (Globo), foi escalado para interpretar Cristian Cravinhos no longa.

Do Radar da Bahia