Foto: Google Street View
Uma menina de dez anos foi vítima de abuso sexual praticado pelo seu próprio irmão mais velho, de 15 anos, em Missiones, na Argentina. De acordo com o jornal Clarín, a menina está grávida de quase oito meses.

A gravidez foi descoberta no começo de novembro quando mãe da criança a levou ao Hospital Pediátrico Doutor Fernando Barreyro de Posadas. A menina reclamava de intensa dor nas costas e no abdômen. No momento em que os pediatras realizavam exames, descobriram a gestação avançada.

A publicação diz ainda que a criança não entendeu muito bem a situação da gravidez. Perguntada sobre quem seria o pai, ela disse que havia sido estuprada apenas uma vez pelo irmão. O fato é investigado pela juíza penitenciária e juvenil Marcela Leiva e pela promotora María Laura Álvarez.

A mãe da vítima, segundo o jornal, não tinha conhecimento do abuso. Como o suspeito é menor de idade,foi levado para um centro de menores e, posteriormente, sua guarda foi transferida para uma tia.

A mulher tem outros quatro filhos além deles e todos vivem junto. O Clarín entrou em contato com assistentes sociais da área, que disseram não haver superlotação na casa e que eles vivem em boas condições. O futuro pai do bebê teria cursado apenas a primeira série, sendo retirado da escola após sofrer convulsões. A menina está na quarta série.

O padrasto dos irmãos disse que o bebê ficará a cargo dele e da mãe das crianças. "Vamos tentar fortalecer esse vínculo para que o adulto seja responsável e a menina possa retomar sua vida escolar, conforme apropriado", disse em entrevista ao jornal argentino.

Do Aratu On