Foto: Agência Brasil
A ex-presidenta Dilma Rousseff está lutando na Justiça para anular o impeachment que sofreu há três anos e meio atrás, de acordo com o Jornal F. de São Paulo. O Supremo Tribunal Federal (STF) deverá julgar o recurso nesta sexta-feira (22/11)

A petista sabe que o processo não a trará de volta à Presidência da República mas, conforme escrito no processo, acredita que um resultado favorável a ela ajudaria a "restabelecer a verdade aos olhos das gerações futuras".

Dilma afirmou que o impeachment foi um "golpe parlamentar justificado por uma retórica manca". O processo corre na justiça desde setembro de 2016. A ex-presidenta é defendida por José Eduardo Cardoso, que foi Ministro da Justiça durante o governo da petista.

Do Aratu On