Foto: TV Aratu
Um homem está sendo investigado pela Polícia Civil por divulgar fotos íntimas de uma empresária em Salvador. Flávio Caldas Chagas foi ouvido na manhã desta quarta-feira (11/12) na sede da 29ª Delegacia Territorial (DT/Plataforma).

Ao repórter Fábio Gomes, o suspeito, que é casado, confessou a ação. Ele alegou que se encontrou com a vítima na última sexta-feira (6/12) e, no momento em que a mulher estava dormindo, ele tirou pelo menos 10 fotos íntimas e gravou um vídeo.

Flávio, porém, revelou que o objetivo era guardar as imagens no seu celular, mas acabou enviando para o WhatsApp. Os arquivos rapidamente se espalharam. "Eu sei que ela está chateada e com razão. Fiz para guardar para mim, não foi maldade. Eu estava bêbado. Tenho esposa, mulher, como eu iria fazer um 'negócio' desses? Antes de eu estar casado eu tinha relação com ela, mas depois só encontrei ela na sexta-feira. Me arrependo do que fiz". 

A vítima, que terá o nome preservado, também foi ouvida na unidade policial. O delegado responsável pelas investigações, Marcelo Lins, disse que o caso aconteceu no bairro de Itacaranha e o homem pode ser enquadrado na Lei Carolina Dieckmann, que trata sobre o "vazamento" de nudes. 

Do Aratu On