Foto: Reprodução/Redes Socias
Uma mulher de 47 anos foi presa em flagarnte na noite de sábado (28/12), após matar atropelado o companheiro, em Ituverava, São Paulo. Em seguida, Cláudia Aparecida Fernandes Nascimento publicou uma gravação nas redes sociais confessando o crime e alegando que estava sendo ameaçada pelo homem.

Adriano Joaquim Sanpaio, de 45 anos, foi atingido pelo automóvel após a mulher encontrar com ele em frente à casa dela. A vítima chegou a tentar se levantar e fugir, mas foi atropelado pela segunda vez. O corpo foi arrastado por alguns metros e ficou preso às ferragens. Testemunhas ajudaram a retirar o corpo do automovel.

“Matei. Matei porque ele falou que eu ia morrer”, diz Cláudia, que tinha a seu favor uma medida protetiva. "Se eu tiver que chorar eu vou chorar, porque eu amo, mas de arrependimento eu não vou chorar. Ele me fez sofrer", disse.



Ela foi presa e indiciada pelos crimes de  homicídio qualificado doloso, cometido quando há intenção de matar, e por embriaguez ao volante.

Do Aratu On