Foto: Reprodução
Mísseis iranianos foram disparados nesta terça-feira (7) contra bases norte-americanas no Iraque, segundo informações do Jornal Nacional. De acordo com o noticiário, a informação foi dada por fontes do exército dos Estados Unidos.



Um dos alvos atingidos está a base de Al-Asad, no oeste do Iraque. O local é utilizado de forma conjunta entre iraquianos e americanos. Ainda não há informações sobre possíveis vítimas.



A rede estatal de TV iraniana, segundo o G1, informou que o Irã lançou "dezenas" de mísseis contra a base. A ação teria sido denominada “Mártir Soleimani”, em referência à morte do general Qasem Suleimani, em Bagdá. Ele foi morto após uma ação autorizada pelo presidente norte-americano Donald Trump, na última semana.



O militar era comandante da Força Quds, braço de elite da Guarda Revolucionária do Irã responsável por conduzir operações militares secretas no exterior. Ele era considerado o número dois na hierarquia do Irã, atrás apenas do líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei.



Após a ação que culminou com o falecimento do general, lideranças iranianas prometeram uma “severa vingança” contra os Estados Unidos. Nas No dia seguinte à morte dele, manifestantes lotaram as ruas da capital Teerã em protesto. Bandeiras americanas foram queimadas e os protestantes pediam “morte à Israel e aos EUA” (leia mais aqui).



De acordo com a Folha de S. Paulo, a porta-voz da Casa Branca, Stephanie Grisham, informou que o presidente Donald Trump está a par do ocorrido e monitorando a situação junto a especialistas de segurança do governo.