Foto: Reprodução
O governo de Jair Bolsonaro liberou uma quantia recorde de emendas no ano de 2019. Ao todo, foram gastos R$ 5,7 bilhões no ano passado, ultrapassando os R$ 5,29 bilhões que haviam sido pagos por Michel Temer em 2018. A informação é do jornal Estado de São Paulo.

O mês que registrou o maior valor foi o de julho, quando o governo Bolsonaro liberou R$ 3,04 bilhões para conseguir apoio de parlamentares à aprovação da Reforma da Previdência.

O segundo maior valor foi registrado em dezembro, quando o Congresso ameaçou não votar o Orçamento de 2020 e gerar um “apagão” administrativo. Bolsonaro liberou o montante de R$ 1,27 bilhão.

Os dados são do Siga Brasil, sistema do Senado que acompanha a execução do orçamento federal.