Foto: Reprodução
Grupos ligados a movimentos sociais de esquerda, prometem intensificar os protestos contra o presidente Jair Bolsonaro, durante o ano de 2020.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, grupos como as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, já programaram uma agenda de mobilizações maior do que a que foi feita em 2019. Entre as manifestações estão previstos atos com o nome de “Basta de Bolsonaro”.

Os grupos inclusive confirmaram a data do primeiro ato. 31 de março de 2020, quando o golpe militar de 1964 vai completar 56 anos.Os grupos dizem ter como objetivo, reforçar a defesa da democracia e um discurso contra a política econômica de Bolsonaro e Paulo Guedes, que segundo eles, prejudica os mais pobres.