Foto: Reprodução
Dentro do normal processo diplomático, o governo iraniano declarou que vai exigir a retirada do embaixador brasileiro no país, após o governo brasileiro, através do Itamaraty, emitir uma nota em apoio aos EUA.

Logo após o assassinato de Qassem Soelimani, uma onda de revolta tomou conta do Irã, motivando várias medidas. A medida não atinge apenas o Brasil, mas o Irã também avalia a expulsão de vários embaixadores de países que se colocaram como apoiadores do governo dos Estados Unidos.  Informação do Radar da Bahia

O presidente Jair Bolsonaro expressou apoio à decisão de Donald Trump de atacar as forças iranianas no Iraque. De acordo com a Reuters, Bolsonaro já se reuniu com seu ministro para discutir a medida do Irã.

Bolsonaro disse, na ocasião, que vai manter os acordos comerciais entre o Brasil e o Irã, mas enfatizou que rejeita o terrorismo em qualquer parte do mundo.