Foto: Reprodução
A partir deste sábado (1º), o primeiro-ministro da Austrália, Socott Morrison, anunciou que os estrangeiros que saírem da China estão proibidos de entrar no país. A medida foi anunciada diante do avanço do novo coronavírus, que já matou mais de 250 chineses e infectou 11,8 mil.

A Austrália também deixou mais rígida a orientação para que seus cidadãos não viagem para a China. De acordo com o governo, australianos e residentes que estejam voltando para casa estão liberados, mas vão ficar em isolamento por 14 dias.

Até este sábado (1º), 10 casos de coronavírus foram confirmados no país da Oceania. Duas companhias aéreas australianas suspenderam voos para a China.