Foto: Reprodução
O deputado federal João Carlos Bacelar (PL-BA), o 'Jonga Bacelar', virou réu por peculato, ou seja, por desvio de dinheiro praticado por servidor público, após a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidir nesta terça-feira (11) aceitar denúncia contra ele.

O parlamentar, segundo a denúncia, pagava sua empregada doméstica e uma funcionária de sua construtora com recursos públicos da Câmara dos Deputados. Elas foram contratadas como secretárias parlamentares, mas nunca exerceram a função.

A defesa do parlamentar pediu a rejeição da denúncia no plenário afirmando que os depoimentos são “imprestáveis”. Agora, os réus irão se defender, testemunhas serão ouvidas e por fim, provas serão coletadas. Após essa fase, aí sim o caso é julgado e o réu é condenado ou absolvido.