Foto: Reprodução
A família de Fernando Guardiano, soldado do Exército morto por traficantes na região da Timbalda, no bairro do Cabula, em Salvador, estava abalada durante o enterro do jovem. O funeral aconteceu na tarde desta terça (10/3) no cemitério da Quinta dos Lázaros. Informação do Aratu On

Emocionada, a mãe da vítima, identificada apenas pelo prenome de Cristiane, não quis falar com a imprensa sobre o ocorrido ou as investigações do crime. "Justiça agora só de Deus", dizia. Cristiane estava acompanhada da avó de Fernando, que passou mal e teve que ser amparada por outros familiares. "Não queremos imprensa. Agora já aconteceu e ele não vai voltar mais", argumentou um amigo da família.

H.F, que estava com Fernando no momento do crime, também prestou suas últimas homenagens à vítima. Fardado e com os olhos marejados, se limitou a dizer que a assessoria do Exército havia pedido que não falasse com os jornalistas.

 O corpo de Fernando foi enterrado com uma bandeira do Brasil. Uma salva de tiros foi realizada, enquanto familiares e amigos seguravam bolas brancas e cartazes pedindo paz e justiça. Após a cerimônia, pelo menos dois ônibus seguiram para a BR-324, na região do bairro de São Caetano, onde os parentes pretendiam fazer uma manifestação.

ASSASSINATO

Era madrugada de domingo (8/3) quando Fernando e dois colegas entraram na localidade da Timbalada. Segundo informações do ferido, a situação ocorreu por volta das 2h. Ele e a vítima fatal tinham levado um terceiro colega, de carona em um carro para casa, depois de saírem de uma festa na Estrada das Barreiras - que também fica localizada no bairro do Cabula.

As vítimas foram abordadas por três bandidos armados. Os criminosos, ligados à facção Comando da Paz (CP) - que chefia o tráfico de drogas na Timbalada - teriam confundido os militares com integrantes de uma facção rival da região. Os dois amigos receberam coronhadas e foram levados para uma lagoa, onde os traficantes fizeram quatro disparos. Fernando não conseguiu sair.

O corpo do soldado foi encontrado na manhã de segunda-feira (9/3) após buscas do Corpo de Bombeiros.