Foto: Reprodução

Um dos acusados do assassinato do soldado Fábio Silva de Assis, 39 anos foi preso, na madrugada desta sexta-feira (24). Ele era lotado na 58ª CIPM e integrava há 8 anos o quadro funcional da corporação. O militar deixa esposa e três filhos.

De acordo com a Polícia Militar (PM), uma guarnição recebeu a denúncia do local onde estava escondido o homem que locou o veículo utilizado no delito.

Ainda de acordo com a PM, os militares deslocaram até um hotel, no bairro de Periperi, em Salvador, e flagraram o criminoso, que no momento da prisão estava acompanhado de uma mulher.

Com ele, a PM encontrou a chave do Corsa Classic utilizado na ação criminosa, a quantia de R$ 350, dois aparelhos celulares e uma porção de maconha.

O acusado e o material encontrado foram encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O corpo do policial será sepultado nesta sexta-feira (24), às 16, no cemitério Jardim da Saudade.

Nota de pesar:

A Polícia Militar emitiu nota de pesar em que lamenta o falecimento do militar.

Confira a nota na íntegra:

 “É com imenso pesar que a Polícia Militar da Bahia informa o falecimento do soldado Fábio Silva de Assis, 39 anos, no início da noite de quinta-feira (23). O policial militar estava de folga e foi atingido por disparos de arma de fogo durante uma tentativa de roubo a um estabelecimento comercial no bairro Luís Anselmo. O soldado Fábio Silva foi socorrido por policiais militares para o Hospital Geral do Estado, onde não resistiu aos ferimentos.

*BNews