Foto: Reprodução
A possível saída repentina do ministro da Justiça, Sergio Moro, poderia intensificar o movimento pró-impeachment e desestabilizar o presidente Jair Bolsonaro no cargo, foi o que alertou a ala militar do chefe do executivo nacional. Os integrantes do alto escalão se posicionaram dessa forma após rumores que Moro teria pedido demissão nesta quinta-feira (23).

As informações são do blog Bega Megale do jornal O Globo. De acordo com a colunista, foi avaliado que a popularidade do ministro da Justiça é “muito importante” para manter o apoio popular que Bolsonaro possui nesse momento de “embate” com o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Quando Bolsonaro quis demitir Moro no ano passado, foi a ala militar que mais uma vez reverteu a situação.

*BNews