Foto: Reprodução
As chuvas intensas que caem em Salvador desde a madrugada desta segunda-feira (27), alagaram as dependências do Hospital de Custódia e Tratamento (HCT), localizado na Baixa do Fiscal, onde 156 detentos que possuem algum problema psicossocial são atendidos. O local é administrado pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), que, em nota, afirmou "está mobilizada em solucionar o problema".

Em nota divulgada pelo Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb), o presidente da categoria, Reivon Pimentel, afirmou que o hospital funciona como “depósito de pessoas”. “Vale ressaltar que os alagamentos sempre acontecem e que a situação apenas se agrava nos períodos de chuva. Os alojamentos são fétidos e apresentam as piores condições possíveis", lamentou.

Em uma foto enviada para o BNews, é possível ver que os funcionários improvisaram “pontes” com pedaços de madeiras e ferro para deslocamento. Além disso, no material enviado, há relatos de que no alojamento há telhados quebrados com uma cobertura de tampa de lixeira improvisada.

Ainda de acordo com o sindicato, uma ambulância funciona para o deslocamento dos funcionários até a entrada do prédio por conta do nível da água.

A SEAP informou à reportagem que “devido a forte chuva em Salvador, durante toda a madrugada e manhã de hoje (27), o Hospital de Custódia e Tratamento, localizado na Baixa do Fiscal, foi parcialmente afetado. A direção da unidade está mobilizada em solucionar o problema e o hospital funciona normalmente. Vale ressaltar que toda a região sofre com alagamentos quando tem forte chuva e coincide com maré cheia”.