Foto: Reprodução
Um paciente com suspeita do novo coronavírus agrediu um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Sítio Cercado, em Curitiba. Além disso, o homem cuspiu, tirou o acesso venoso, jogou o próprio sangue e tentou morder a equipe médica e os guardas municipais, que o algemaram.

O caso, que aconteceu nesta quarta-feira (8), foi divulgado pelo Sindicato dos Médicos do Paraná (Simepar) e confirmado pela prefeitura. Segundo relatos da equipe, que trabalhava no local, o paciente começou a ter atitudes agressivas após ser informado que seria encaminhado ao Hospital Evangélico.

Ainda durante o surto, o homem ficou mais agressivo ao ser informado que não poderia sair do hospital. O paciente estava aguardando um leito para internação após ter tido uma amostra coletada para o exame que detecta covid-19

Na ocasião, ele acertou um soco no rosto do médico e começou a espirrar o próprio sangue na equipe médica. Além disso, os relatos dão conta que dois guardas foram acionados, mas o paciente cuspiu em todos antes de ser algemado.

A equipe médica da UPA relatou o caso, em uma ata enviada à Secretaria Municipal da Saúde e a Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), informando a preocupação de estarem contaminados pela Covid-19. Além disso, eles solicitaram mais Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) a UPA.

*BNews