Foto: Reprodução
A unidade foi completamente equipada para atender aos pacientes da COVID-19 (Foto: Roberto Fonseca)

“É pelo impacto que causam diretamente na vida de quem mais precisa que as ações devem ser medidas. O sucesso de inaugurarmos um equipamento desta natureza está, antes de qualquer coisa, na sua capacidade de transformar a vida das pessoas. Como médico e profissional de saúde, antes de tudo, sei o avanço que essa UPA significa para o atendimento ao nosso cidadão”, salientou o prefeito Joaquim Neto. De acordo com ele, a UPA já vinha sendo preparada pelas equipes, com operações na rede elétrica, reestruturação das salas e instalações, para a entrega à comunidade. “Diante da pandemia, sentimos que era necessário lançar mão de estratégias e, por isso, a UPA de Santa Terezinha inicia o funcionamento exclusivamente voltada a pacientes com sintomas de coronavírus”, acrescentou o Chefe do Executivo Municipal, que comemorou a data de aniversário entregando, à população, as instalações completamente equipadas que servirão como referência para atendimento a pacientes da COVID-19.

Cumprindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e as recomendações dos órgãos nacionais, a Prefeitura não realizou ato ou evento presencial aberto ao público, e a inauguração foi transmitida ao vivo pela página oficial no Facebook. É possível acessar através do link: https://www.facebook.com/prefeituradealagoinhas/videos/695852117622247/.


A UPA foi inaugurada em ato simbólico, com transmissão ao vivo pelo Facebook, e sem evento aberto ao público, em decorrência da pandemia (Foto: Roberto Fonseca)

Enfrentamento ao coronavírus
A secretária municipal de saúde, Rosania Rabelo, ressaltou que a inauguração faz parte da união de esforços da gestão municipal para assegurar o atendimento de qualidade ao cidadão. Maior equipamento de saúde já entregue pelo poder público municipal, na história da cidade, a UPA é uma conquista da população de Alagoinhas e funciona, já a partir desta semana, equipada com 6 respiradores – 2 deles doados à cidade pela empresa Bracell, 2 adquiridos pelo próprio município e outros 2 encaminhados via governo estadual . O intuito é que, na Unidade de Pronto Atendimento de Santa Terezinha, os profissionais de saúde, devidamente paramentados, realizem o manejo clínico de pacientes, a estabilização e também a regulação para unidades de referência secundária e terciária da COVID-19.


A UPA de Santa Terezinha foi equipada com 6 respiradores, além de eletrocardiógrafo, negatoscópio e monitores multiparâmetro. (Foto: Ana Simono)

Estrutura
A Unidade de Pronto Atendimento inaugurada conta com 2 leitos de urgência, 6 de observação adulto, 2 de observação pediátrica e 2 de isolamento, e dispõe de uma estrutura completa equipada com aspiradores cirúrgicos, macas, eletrocardiógrafo, negatoscópio para Raio X, 6 respiradores e monitores multiparâmetro para o acompanhamento de pacientes.


A UPA de Santa Terezinha contará com 2 ambulâncias – uma delas com suporte avançado – para o transporte de pacientes .

A gestão municipal investiu também para assegurar o transporte de pacientes em situações de gravidade, e a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) comunicou que, além da ambulância tipo A, a UPA de Santa Terezinha abrigará ainda uma ambulância tipo D, com suporte avançado para transferência de pacientes graves.

O município vai arcar também, inicialmente, com grande parte do custeio da unidade, e contará com o apoio do Governo do Estado, que, neste primeiro momento, contribuirá com pouco menos de 35% de contrapartida. A previsão é de que os profissionais que trabalharão no local contem ainda com uma cabine de desinfecção, passando por um processo de nebulização com solução de hipoclorito na saída, para evitar a contaminação, frente à pandemia. A cabine, que já se encontra na UPA, está em fase de avaliação técnica para que possa ser utilizada.