Foto: Reprodução
Duas irmãs foram sequestradas enquanto parcicipavam de uma festa no bairro de São Cristóvão, em Salvador. As duas foram achadas às margens da BA-526 (CIA-Aeroporto) por equipes da empresa que administra a rodovia, a Bahia Norte. Givânia da Silva Alves, de 24 anos, não resistiu aos ferimentos, enquanto Rejane Melo, de idade não informada, foi socorrida para o Hospital do Subúrbio.

As informações foram passadas ao Aratu On por um agente do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que atendeu a ocorrência, por volta das 4h desta terça-feira (12/5). De acordo com ele, Givânia e Rejane, que são filhas de pais diferentes, estavam na localidade conhecida como Yolanda Pires quando foram surpreendidas por homens que estavam em um carro, de modelo e placa ainda não informados.

A motivação do crime ainda é um mistério. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Polícia Civil se limitou apenas a dizer que a 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico) investiga o caso, sem dar detalhes da ação. Os agentes querem saber se a dupla levou tiros ainda na rodovia ou se já estavam baleadas no momento em que foram jogadas às margens da BA-526.

O Aratu On procurou o comandante da 49ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/São Cristóvão), major Ives Damasceno, para saber se viaturas foram chamadas para atender a ocorrência, mas o oficial não atendeu as ligações. O estado de saúde de Rejane ainda é desconhecido. O corpo de sua irmã foi levado para o Instituto Médico Legal de Salvador.

*Aratu ON